O Que é AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação)

Neste artigo você vai o que é AIDA e como essa metodologia poderá mudar o desenvolvimento da sua comunicação.

Resumidamente, o termo AIDA é uma sigla, onde cada letra representa uma palavra em inglês, começando por:

  • Atenção (Attention)
  • Interesse (Interest).
  • Desejo (Desire).
  • Ação (Action).

Cada palavra, por sua vez, representa a parte de um ciclo, por onde as pessoas deverão passar até tomar uma decisão que você gostaria que elas tomassem.

Trata-se de um processo de relacionamento, baseado no comportamento humano.

Ou seja, consiste em manter um relacionamento entre o público e a sua empresa.

O Que é AIDA – Surgimento da Metodologia

A criação do modelo AIDA é atribuída ao americano Elmo Lewis, pioneiro em publicidade e propaganda nos Estados Unidos, no século XIX.

O principal objetivo do criador dessa metodologia era otimizar o processo de vendas.

Nesse sentido, Lewis partiu da ideia que primeiramente era preciso chamar a atenção do potencial cliente.

Depois guia-lo com relação a um produto ou serviço capaz de solucionar o seu problema (dor).

E posteriormente transformá-lo em um cliente.

Como Funciona Esse Modelo de Relacionamento

Basicamente, o modelo AIDA funciona como se fosse um roteiro.

Ou seja, um passo a passo – com início, meio e fim – que tem como finalidade guiar o seu potencial cliente até ele tomar uma decisão.

Lewis afirmava que todo cliente passa por um ciclo, também conhecido como a jornada do comprador.

Essa jornada começa desde os primeiros contados com uma marca, produto ou serviço até o momento de tomar uma decisão de compra, ou não.

Saber o que é AIDA é um passo extremamente importante para o seu negócio.

Por isso resolvi compartilhar com você esse conteúdo.

Onde Pode Ser Aplicado o Modelo AIDA

O modelo AIDA pode ser aplicado em praticamente todas as etapas da sua comunicação, como:

  • Anúncios.
  • E-mail Marketing.
  • Artigos de Blog.
  • Etc.

AIDA – Como Usar Essa Metodologia No Seu Negócio

Primeiramente, para ter sucesso com essa metodologia de comunicação é preciso ficar atendo a algumas observações importantes, principalmente com relação aos hábitos de consumo do seu cliente.

Sendo assim, é fundamental conhecer bem o perfil do seu público-alvo.

Ou seja, quanto mais informações você souber a respeito do seu potencial cliente, melhor.

Por meio dessas informações será possível identificar o seu comportamento com relação a decisões de compra.

Consequentemente direcionar uma comunicação mais assertiva.

Além disso, também é importante conhecer bem o seu produto ou serviço, para conseguir exaltar a transformação que ele poderá fazer na vida do cliente.

Fique atento com relação ao conteúdo que será entregue durante cada etapa da comunicação.

Dessa forma, com certeza a aplicação do modelo AIDA vai fazer grande diferença.

Cada Etapa do Modelo AIDA

o-que-e-aida

Como você pode ver o método AIDA é dividido em quatro etapas por onde o seu cliente deverá passar até tomar uma decisão.

No entanto, para facilitar ainda mais o seu entendimento, vamos acompanhar cada passo da metodologia de forma separada:

1. Atenção

Num primeiro momento ninguém saberá que seu produto existe.

Sendo assim, essa é a parte mais importante de todo o processo, ou seja, conseguir chamar a atenção.

Isso pode ser feito de diferentes formas, como:

  • Anúncios Impressos.
  • Anúncios Patrocinados.
  • Marketing de Conteúdo.
  • Marketing de Guerrilha.
  • Entre Outros.

Além disso, é preciso ficar atento com a personalização da comunicação, para impactar diretamente o seu público-alvo.

O objetivo aqui, é fazer o potencial cliente parar de fazer o que estiver fazendo para prestar a atenção no que você tem a dizer.

2. Interesse

Depois de chamar a atenção você deve pensar numa forma de manter a pessoa envolvida na sua comunicação.

Nessa fase ela precisa começar a confiar no que você está dizendo.

Por isso a importância de saber o máximo de informações a respeito do seu público.

Dessa forma, você poderá falar exatamente o que ele gostaria de escutar.

Mantenha o foco na necessidade do consumidor.

Ou seja, procure oferecer uma solução para os seus problemas.

Transmita somente aquilo que tem relevância.

Deixe bem claro, que você está realmente disposto a ajuda-lo.

E lembre-se, é extremamente importante manter a sinceridade.

3. Desejo

Nesse momento a pessoa já sabe que tem um problema e uma solução.

No entanto, isso ainda não é suficiente para ela tomar uma decisão.

Por isso, é preciso estimular o desejo.

Nesse momento, você pode mostrar a transformação que o seu produto ou serviço pode fazer na vida dessa pessoa.

Agregue o máximo de valor que você puder, como:

  • Benefício do seu produto.
  • Exemplo prático por meio de tutoriais.
  • Acessibilidade.
  • Garantia.
  • Prova Social.
  • Degustação.
  • Frete Grátis.
  • Suporte.
  • Bônus.
  • Oferta.
  • Entre outros.

Também faça uso de ferramentas de apoio, como persuasão e gatilhos mentais.

Use ideias que tenham capacidade de fazer a pessoa sentir vontade de ter aquele produto.

Também é importante lembrar, que é nessa parte que poucas pessoas irão chegar.

Além disso, o seu concorrente também estará trabalhando pelo desejo do consumidor.

Sendo assim, nessa etapa do ciclo, é totalmente normal as pessoas verificarem outras opções no mercado.

Por isso, é preciso provar que o consumidor realmente vai ser beneficiado ao escolher o seu produto (marca ou serviço).

A partir desse momento se o consumidor identificar valor suficiente na sua solução e ficar plenamente convencido, então estará preparado para tomar uma ação.

4. Ação

Aqui falta muito pouco para você alcançar o seu objetivo.

Nesse momento é hora de facilitar ao máximo o caminho do consumidor até ele tomar uma decisão.

Essa ação pode ser alguma coisa que você queira que a pessoa faça, como:

  • Baixar um e-book.
  • Fazer uma assinatura.
  • Assistir a um vídeo.
  • Curtir uma Página.
  • Seguir você nas Redes Sociais.
  • Comprar um produto.
  • Etc.

Deixe o mais claro possível como a pessoa pode tomar essa ação.

Facilite o acesso a tudo que ela poderá precisar para concretizar a sua decisão.

Por isso é que são usados os CTA’s (Call To Action) ou chamadas para ação, indicando exatamente o que a pessoa deve fazer, como:

  • Clique Aqui Para Baixar O Material.
  • Aperte Aqui Para Assinar.
  • Clique Aqui Para Curtir A Página.
  • Aperte Aqui Para Comprar Agora.
  • Etc.

Nessa etapa também é bastante comum usar alguns gatilhos mentais de escassez, como:

  • Últimas Vagas.
  • Últimas Unidades.
  • Oferta Enquanto Durar O Estoque.
  • Acesso Vitalício Somente Para Os 100 Primeiros.
  • Somente Até Às 23:59 De Hoje.
  • Etc.

Conclusão

Neste artigo você viu o que é AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação) e como esse modelo de comunicação pode ser usado, independentemente do tipo de negócio que você tenha.

No entanto, agora é preciso colocar em prática e isso depende única e exclusivamente de você.

Espero que você tenha gostado desse conteúdo… se gostou do que leu e acredita que pode ser útil a outras pessoas, compartilhe com seus amigos e colegas.

0 Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Descubra mais sobre Novo Afiliado

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading