Mesmo que você não saiba o que são produtos digitais, provavelmente já fez uso deles em algum momento, entretanto pode ser que não tenha se dado conta.

O fato é que eles estão cada vez mais presente em nossa vida e como exemplo podemos citar o uso da Netflix.

Além disso, é importante mencionar que você pode deixar de ser apenas um consumidor e também criar um produto digital.

O que são produtos digitais?

o-que-sao-produtos-digitais
Imagem: Pixabay

Produtos digitais – ou infoprodutos como também podem ser chamados – são todos aqueles que não podem ser tocados fisicamente e também não precisam de correios para ser entregues.

São materiais produzidos em formato digital e comercializados – ou distribuídos – por meio da internet.

A maioria desses produtos são educacionais e composta, principalmente por cursos online.

No entanto, é grande a variedade de produtos que podem ser encontrados pela internet.

Principais tipos de produtos digitais

Agora que você já viu o que são produtos digitais é hora de colocar alguns formatos para facilitar ainda mais o seu entendimento.

Lembrando, que existem vários tipos de infoprodutos que você pode criar e oferecer para a sua audiência.

Cada um deles possui características diferentes que devem ser levadas em consideração de acordo com os objetivos do seu negócio.

1 – Ebook

Ebook é uma abreviação referente a palavra inglesa “eletronic book”, que traduzida para o português significa livro eletrônico.

Um livro digital, como também pode ser chamado, pode ser encontrado de forma paga ou totalmente gratuita.

Esse tipo de produto é um dos mais conhecidos pelos pessoas e geralmente é entregue em formato PDF.

2 – Audiobook

O audiobook é um livro em formato de áudio.

A grande vantagem é que o conteúdo pode ser consumido durante a realização de outras atividades, como andar de bicicleta ou dirigir o carro.

3 – Podcast

Muito parecido com um programa de rádio, o podcast é um programa gravado em áudio.

No entanto, o seu conteúdo é sob demanda e pode apresentar histórias, narrações, entrevistas ou até debates.

4 – Videocast

Um videocast pode apresentar o mesmo conteúdo de um podcast, a diferença é que todo o programa será filmado.

5 – Webcast

Webcast é uma transmissão ao vivo pela Internet, entretanto não é possível interagir com quem está apresentando.

6 – Webinário

Webinário é um tipo de palestra ou seminário apresentado pela internet, que permite a interação entre o apresentador e quem está assistindo.

Trata-se de um evento ao vivo, no entanto ele pode ser assistido novamente mais tarde.

7 – Screencast

Screencast é apenas a gravação da tela do computador em formato de vídeo.

Geralmente acompanhada de uma narração em áudio, trata-se de uma excelente forma de fazer tutoriais e apresentações.

8 – Curso online (vídeo-aulas)

São aulas gravadas em vídeo e estão cada vez mais populares, principalmente por causa da rotina de muitas pessoas.

Geralmente as aulas são gravadas e podem ser assistidas de qualquer lugar, quantas vezes o aluno precisar.

O conteúdo pode ser enviado por e-mail ou colocado em ambiente exclusivo para o aluno através de login e senha.

Para fazer uso de tudo isso, só é preciso ter um computador com acesso à internet.

9 – Site para membros

Se você tem um conteúdo exclusivo e gostaria de compartilhar apenas por meio de assinatura pode fazer uso de um site de membros.

Para ter acesso a esse conteúdo será necessário fazer uma assinatura, que pode ser anual, mensal ou quinzenal conforme a sua estratégia de negócio.

10 – Softwares

Softwares são programas robustos criados para se comunicar com o computador.

Alguns exemplos de softwares são os sistemas operacionais, como Microsoft Windows, MacOS e Linux.

11 – Aplicativos (Apps)

Aplicativo é um tipo de software criado para realizar tarefas especificas e facilitar a vida de quem usá-lo.

São ferramentas que apresentam inúmeras funcionalidades reunidas em apenas um lugar.

Os aplicativos são menos robustos em relação aos softwares e como exemplo podemos citar o Asana, o Evernote, o Hootsuite, entre outros.

12 – Templates

Templates – ou temas como também podem ser chamados – são modelos profissionais prontos que facilitam o trabalho de produção.

São extremamente úteis, porque dispensam a necessidade de contratar um designer profissional para fazer o trabalho.

Como funciona a utilização dos produtos digitais

A lógica dos produtos digitais funciona da seguinte forma:

Primeiramente o cliente paga pelo produto.

Depois, recebe o direito de acesso, que pode ser por tempo determinado ou indeterminado.

Vantagens de um produto digital

produtos-digitais
Imagem: Pixabay

Um produto digital apresenta inúmeras vantagens, tanto para o produtor quanto para o consumidor, como você pode ver abaixo:

1 – Alcance

Todos os conteúdos digitais possuem um alcance extremamente grande, tendo em vista que podem ser entregues e acessados pela internet.

2 – Agilidade

Logo depois da confirmação do pagamento o cliente já poderá ter acesso ao produto adquirido.

Dependendo do seu formato, será necessário criar um nome de usuário juntamente com senha.

Sendo assim, o acesso poderá ser feito de qualquer lugar de sua preferência.

3 – Economia

Com relação aos produtos físicos, um produto digital apresenta um melhor custo-benefício.

Não é preciso ter um espaço físico para guardar os produtos.

Uma vez feita a criação do produto digital ele poderá ser replicado rapidamente.

A entrega será feita diretamente por meio da internet, não sendo necessário pagar pelo frete e nem esperar até o produto chegar.

Como criar um produto digital

Além de ser um consumidor, você também pode criar um produto digital, entretanto se não houver um planejamento e uma boa estratégia o seu produto pode não ter o sucesso esperado.

Basicamente, esse processo de criação pode ser feito de quatro formas:

1 – De forma autônoma

Se você possui algum conhecimento em alguma área específica já é um bom começo para criar um produto.

Independentemente de você saber por meio de formação acadêmica ou experiência de vida, certamente vale muito a pena compartilhar as suas habilidades.

2 – Através de colaboração

Em determinados assuntos, você pode contar com ajuda de pessoas mais experientes para fazer o lançamento do seu produto.

3 – Licenciamento de produtos internacionais

Nesse caso, você compra a licença de um determinado produto – já pronto – e poderá fazer a comercialização do mesmo.

No entanto – dependendo do tipo de produto – será necessário fazer uma versão adaptada para o nosso país, como por exemplo, a tradução de um e-book.

4 – Pagando para outra pessoa fazer

Atualmente, é uma estratégia bastante aplicada e consiste na contratação de um profissional – freelancer – para fazer a criação do conteúdo que você precisa.

Por exemplo, se você não sabe cozinhar pode contratar um cozinheiro profissional para escrever um e-book para você.

Como saber se vale a pena criar um produto digital

Em geral, os produtos digitais são amplamente consumidos e bem aceito pela sociedade.

Entretanto, antes de criar qualquer tipo de produto é preciso saber se vale a pena todo o esforço que será empregado.

Primeiramente, procure pensar em alguma coisa que você goste e queira continuar aprendendo cada vez mais sobre ela.

Além disso, é fundamental que a sua criação agregue valor ao seu público consumidor.

Uma rápida pesquisa no Google já permite saber o interesse das pessoas em um determinado assunto.

Feito isso, você já pode começar a pensar na possibilidade de transformar a sua ideia em um produto digital.

Como fazer a divulgação e ganhar dinheiro com produtos digitais

o-que-sao-infoprodutos
Imagem: Pixabay

Agora que você já viu o que são produtos digitais e que também pode criar um produto, tem outra etapa fundamental nesse processo todo.

Uma vez concluída a criação do seu produto digital é chegada a hora de fazer a venda ou a distribuição do mesmo.

Para ter sucesso será necessário fazer uma boa oferta e para as pessoas certas.

Para isso, existem vários canais de comunicação que podem ser usados para divulgação do seu produto, como você pode ver abaixo:

1 – Blog de conteúdo

Um blog de conteúdo é uma ótima ferramenta para usar como meio de divulgação.

Por meio dele será possível criar e manter um relacionamento com o seu público.

Produza conteúdos relevantes e que tenham relação com o produto que você promove.

Além disso, também é fundamental investir em estratégias de SEO, que consiste na otimização do conteúdo para ser encontrado pelos motores de buscas.

No entanto, é uma estratégia que precisa ser pensada para longo prazo.

2 – Canal no YouTube

Se você gosta da ideia de produzir conteúdo em vídeo, usar o Youtube é uma ótima oportunidade para fazer a divulgação do seu produto digital.

Milhares de pessoas, do mundo inteiro, procuram soluções práticas por meio de vídeos.

Depois de criar o seu canal é preciso colocar vídeos periodicamente, e também um link direcionando para o produto que você promove.

Além disso, também é importante mencionar que existem várias formas de fazer a criação de vídeos, inclusive sem aparecer.

3 – E-mail Marketing

O e-mail marketing é uma ferramenta muito poderosa para fazer a divulgação de produtos.

Quando uma pessoa aceita entregar o email – em troca de alguma recompensa – significa que ela tem interesse nesse conteúdo e você tem autorização para conversar diretamente com ela.

Além de poder mandar e-mails personalizados também é possível observar as métricas de cada mensagem.

Primeiramente, você entrega a recompensa (gratuita), depois inicia uma sequência de e-mails oferecendo uma solução mais completa (paga).

No entanto, é preciso tomar cuidado, porque o destinatário precisa estar realmente interessado em receber as suas mensagens.

4 – Redes Sociais

Milhões de pessoas estão conectadas por meio das principais redes sociais, como Facebook, Instagram, Pinterest, Twitter, entre outras.

Geralmente, a maioria das pessoas usa as redes sociais apenas para passar o tempo.

Por isso, o conteúdo precisa ser objetivo e ter a capacidade de chamar atenção.

No entanto, é preciso tomar cuidado porque cada rede social possui as suas peculiaridades e isso pode fazer você perder o foco.

5 – Programa de Afiliados

Programas de afiliados são meios que permitem que outras pessoas façam a divulgação dos seus produtos e serviços em troca de uma comissão.

A cada venda, o afiliado recebe uma comissão e tanto Produtor quanto Afiliado saem ganhando.

A grande vantagem é que muitas pessoas poderão ajudar na divulgação do seu produto, principalmente se você não for um especialista em vendas.

6 – Anúncios Patrocinados

Sem dúvidas, trabalhar com anúncios patrocinados é uma das melhores formas de conseguir vender produtos na internet.

Sendo assim, se você pretende alcançar um resultado mais rápido, certamente vale muito a pena investir em campanhas de anúncios como o Facebook Ads e o Google Adwords.

Conclusão

Agora que você já viu o que são produtos digitais e como é possível ganhar dinheiro com esses produtos é só colocar em prática tudo o que foi mencionado aqui.

Certamente você sabe alguma coisa que muitas pessoas até pagariam para saber.

Para criar um produto digital não é preciso muita complexidade e qualquer pessoa pode fazer.

No entanto, é importante fazer um bom planejamento, aplicar uma boa estratégia e usar as ferramentas certas.

Participe dos Comentários

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.